Artigos da Revista Contato

⇒   Edição do Mês
⇒   Guia de Edições
⇒   Assine Já!
Pesquise

Edição: 2004 Dezembro

Respostas às suas perguntas

No Natal, divida o amor de Jesus com os outros!
P: Gostaria que este Natal tivesse um sentido especial para mim e para a minha família — mais que os passados. Só que não sei por onde começar. Vocês têm alguma sugestão?

R: Nada é mais inspirador que ver em primeira mão a manifestação do amor de Deus e do Seu poder
milagroso. E não há hora melhor para ver os corações das pessoas serem tocados que no Natal.
Estas são algumas idéias de atividades nas quais você pode envolver sua família e amigos. De um modo geral, exigem um pouco de organização e preparativos, mas podem ser postas em prática. Escolha uma ou duas para este ano, para não correr o risco de ficar desanimado ou estressado com coisas demais para fazer.
Se só pensar em dar início a uma dessas atividades for um desafio grande demais, procure a comunidade da Família mais próxima e participe como voluntário em uma de suas muitas campanhas de Natal.

* Faça uma serenata com canções de Natal
Mesmo se não tiver uma voz maravilhosa, vai ser divertido ir de porta em porta na sua vizinhança cantando canções de Natal. E provavelmente encontrará pessoas que, com prazer, abrirão suas portas e corações à alegria do Natal que você estará espalhando. É uma maneira maravilhosa de fazer novas amizades e mostrar aos amigos antigos que são importantes para você.

* Visite instituições assistenciais
Visite as pessoas solitárias internadas em hospitais, em abrigos para os sem-teto ou em asilos para idosos. Se puder, leve presentes — não precisam ser caros nem sofisticados para transmitir amor. Distribua folhetos do Evangelho. Ore com as pessoas pelas necessidades delas — cura, soluções para problemas, etc. Mostre-lhes como receber o melhor de todos os presentes de Natal: Jesus. Um pouco de amor vai bem longe!

* Ajude pais atarefados
Na época de Natal é difícil para quem tem filhos pequenos achar tempo para as compras de fim de ano. Ofereça ficar com as crianças gratuitamente na sua casa ou na casa deles. Pode ser um momento divertido e cheio de sentido para as crianças se você planejar atividades apropriadas para a idade delas, tais como fazer cartões de Natal, biscoitos, ou confeccionar presentes simples para os pais.

* Aproxime-se de seus colegas de trabalho e vizinhos
Sabe aquelas pessoas que você encontra no elevador todo dia, mas nunca diz mais que um casual “bom dia”, ou aqueles vizinhos que você mal conhece?
Neste Natal, faça um esforço para conhecê-los. Peça ao Senhor para lhe mostrar como pode ser uma bênção especial para eles, ajudando-os de alguma forma. — Talvez convidar um deles para sua ceia de Natal, para um estudo bíblico ou para participar de uma das atividades de Natal de uma das comunidades da Família. Aproveite essa ocasião para ser o instrumento que vai aproximar um colega ou vizinho do Senhor.

* Todo mundo é um anjo
Este é um projeto de grupo para ressaltar o sentido e espírito do Natal no qual pode envolver parentes, colegas de trabalho e amigos.
Coloque o nome de todos os envolvidos em um chapéu ou tigela. Cada participante deve sortear o nome de alguém, e passará a ser o “anjo de Natal” dessa pessoa. Isso significa que deverá estar fazendo secretamente atos de bondade pelo seu protegido, tais como orar pelo “mortal” sob seus cuidados, deixar bilhetes anônimos elogiando suas qualidades, fazer favores sem se deixar identificar, ou enviar lembrancinhas que demonstrem consideração. Se tiver dificuldades para imaginar o que fazer, pare para pensar como Jesus Se sente com respeito a essa pessoa e, com certeza, lhe ocorrerá algo para fazer pelo seu protegido.

Dar, de coração, pode ser tão bom para quem dá quanto para quem recebe. Ao se doar mais neste fim de ano, descobrirá que grande fonte de alegria e felicidade o Natal pode ser!

O nosso melhor exemplo de doador é Jesus, o qual foi muito bem copiado por Madre Tereza que trabalhou entre os pobres de Calcutá. Seu amor altruísta inspirou milhões em todo o mundo.
Certa vez, disse: “Vejo Jesus em todo ser humano. Digo a mim mesma: ‘Este é Jesus com fome, tenho de alimentá-lO. Este outro é Jesus doente, com lepra, ou gangrena, preciso atendê-lO. Sirvo porque amo Jesus.’”

Voltar | Subir

Conteúdo


Ampliar Capa